Tag:

Mulheres

Já faz um tempo que não nos vemos aqui (a faculdade está me consumindo), mas essa semana encontrei uma mensagem poderosa sobre o a “inimizade” existente entre homens e mulheres dada pelo Anderson Silva (não é o lutador, sei que você pensou nisso também).

Nessa categoria aqui no blog você também encontra outros áudios sobre o tema que podem enriquecer o seu conhecimento acerca da realidade feminina nas igrejas hoje em dia. We go, girls!

Jesus em nós.

Aqui, Anderson levanta questões importantes pra fazer você pensar sobre as discrepâncias de personalidades masculina e feminina. Vale muito à pena! (eu mesma já ouvi umas 3x)

25 de abril de 2017 3 comentários
56 Facebook Twitter Google + Pinterest

Quando Deus diz à serpente no livro de Gênesis (cap. 3, v. 15) que poria inimizade entre ela e a mulher, e que da descendência da mulher viria o descendente que pisaria na cabeça da serpente, a mulher vem sendo atacada e oprimida. Se você parar pra olhar a história das mulheres no passado, perceberá que não sofremos sequer um terço do que as que vieram antes de nós sofreram.

Todas as vezes que ouço alguém dizer que a Bíblia é um livro machista, algo dentro de mim grita.

Somos mesmo inferiores?

Antes de Jesus me encontrar, eu fazia parte do grupo das feministas. Nunca fui daquelas militantes, mas enchia a boca pra defender que “mulher nasceu pra ser independente”. Não que eu pense muito diferente disso hoje, e nem quero entrar no assunto “feminismo” (tenho estudado sobre e me preparado para me posicionar da maneira correta sobre isso), mas o meu maior medo ao me declarar cristã era descobrir que a palavra de Deus me julgava como alguém inferior e que eu havia nascido para viver à sombra de um homem.

Graças à Deus (literalmente falando), a Bíblia não faz isso.

Antes de correr pra ouvir o que as pessoas dizem acerca do que Deus pensa, corra direto pro lugar onde Ele fala claramente o que pensa: Sua palavra. Quando Ele diz que viu o que fez e era “muito bom”, Ele estava falando de você.

É preciso contextualizar as coisas. A opressão que estava sobre os ombros daquelas que vieram muito tempo antes de nós (e devo acrescentar: antes do próprio Jesus) era imensa. Haviam leis que oprimiam as mulheres. Elas não tinham direitos, respeito e nem voz. Eram consideradas propriedades de homens, objetos de troca.

Se eu e você fôssemos uma mulher da época do judaísmo antes de Jesus e fôssemos pegas sem véu sobre nossas cabeças em público, nossos maridos poderiam se divorciar de nós. Se um homem viesse jantar em nossa casa, teríamos que comer em outro lugar e não éramos nós quem escolhíamos nossos futuros maridos: eram nossos pais e, raramente, tínhamos o direito de opinar sobre o assunto.

Jesus e as mulheres.

Quando a Bíblia diz que Jesus veio para libertar os cativos, as mulheres estavam incluídas nesse conjunto. Jesus conversava com as mulheres. Jesus as visitava (lembre da história de marta e maria). Jesus permitia que as mulheres o ouvissem falar sentadas aos seus pés. Ele quebrou paradigmas! O Mestre que nos mostrou como Deus realmente vivia e o que pensava sobre as mulheres viveu no meio de nós e nos amou. Nos libertou!

Esse assunto é muito mais profundo do que aparenta ser e o desejo do meu coração é um dia explicar todas as coisas que tenho aprendido a vocês. Eu prometo fazer isso o mais breve possível.

O que você precisa compreender? Que Deus escreveu cada um dos seus dias. Que você é tão imagem e semelhança Dele como qualquer homem. Que você carrega muitas características do seu Criador, como que assinaturas Dele mesmo no seu DNA. Que Ele te fez aparentemente frágil, mas forte ao mesmo tempo. Que te fez doce, amável e linda como Ele mesmo o é. Que você não é menos, nem mais: apenas é. Que sua vulnerabilidade não é sinônimo algum de fraqueza, mas de coragem.

Viva isso. Viva você. Viva como Ele viveu: esse é o seu destino.

Feliz dia das mulheres.

8 de março de 2017 15 comentários
152 Facebook Twitter Google + Pinterest

No vídeo dessa semana mencionei a importância de nós, cristãos, nos aprofundarmos nos mais diferentes assuntos (sejam eles cristãos ou não). Sabe, precisamos entender como o mundo funciona pra apresentar a ele o evangelho. É muito importante compreender uma cultura, uma forma de pensamento ou uma teoria pra poder apresentar o evangelho de maneira compreensível.

Deus tem me chamado a estudar o papel a mulher na igreja.

Jesus ama, amou e sempre amará as mulheres.

No meio da minha busca por materiais que sustentassem os meus estudos, me deparei com esse podcast e espero que ele exploda a sua mente como explodiu a minha.

25 de outubro de 2016 10 comentários
36 Facebook Twitter Google + Pinterest